EU SOU O CAMINHO

2017

EU SOU O CAMINHO
    • O homem (Roberto Carlos / Erasmo Carlos) Letra


      Um certo dia um homem esteve aqui

      Tinha o olhar mais belo que já existiu

      Tinha no cantar uma oração

      No falar a mais linda canção que já se ouviu

       

      Sua voz falava só de amor

      Todo gesto seu era de amor

      E paz

      Ele trazia no coração

       

      Ele pelos campos caminhou

      Subiu as montanhas e falou do amor maior

      Fez a luz brilhar na escuridão

      O sol nascer em cada coração que compreendeu

       

      Que além da vida que se tem

      Existe uma outra vida além

      E assim o renascer

      Morrer não é o fim

       

      Tudo que aqui Ele deixou

      Não passou e vai sempre existir

      Flores nos lugares que pisou

      E o caminho certo pra seguir

       

      Eu sei que Ele um dia vai voltar

      E nos mesmos campos procurar o que plantou

      E colher o que de bom nasceu

      Chorar pela semente que morreu sem florescer

       

      Mas ainda é tempo de plantar

      Fazer dentro de si a flor do bem crescer

      Pra lhe entregar

      Quando Ele aqui chegar


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano, programação de cordas, sopros, percussão e efeitos: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Paulo César Barros

      Bateria: Camilo Mariano

      Coro: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinícius Rosa

    • Não passarás (Zé Américo / Salgado Maranhão) Letra


      Vim cantar sobre o teu nome, Pai

      Vim ser menos no teu mais

      Passa o dia e passa a noite

      E tu não passarás

       

      Nenhum caminho é só de flores

      Nenhum deserto é só de areia

      Deixa o teu sangue ungir meu jardim

      Deixa teu sol brilhar na minha veia

       

      Tenho gritado o teu nome

      Onde não existe cura

      Sonhado o rebento

      De um reino além da loucura

       

      Vim chorar sobre os teus pés, oh Pai

      Feito um rio sobre os cristais

      Passa a vida e passa a dor, meu Pai

      E tu não passarás


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano, programação de bateria e percussão: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Ney Conceição

      Acordeom: Mestrinho

      Coro: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinícius Rocha

    • Estrela luminosa (Altay Veloso) Letra


      Maria cheia de raça

      Não teve de graça o que concebeu

      Quando alguém é um rio que gera um oceano

      Não há nenhum tirano que arranque o que é seu

       

      Ventre quando se transforma em um santuário

      É revolucionário a meu modo de ver

      Ninguém vai do parto ao Santo Sudário

      Sem saber por quê

       

      Tem que ter a luz da humildade

      Cumplicidade, amor e revelia

      Ninguém se torna a mãe da cristandade

      Sem a santa ousadia

       

      Olhos que velaram pelo sono de Adonai

      Clareai o mundo, mãe, iluminai

      Cada vez que um de nós

      Se vê tentado pela insana covardia

       

      Divina mãe

      Estrela luminosa que perpetuou Belém

      Guerreira mãe

      Nos dias de treva nas ruas de Jerusalém

       

      Olhai por nós

      Nas horas de tristeza, nos momentos de aflição

      E derramai

      A poderosa força de vontade em nosso coração


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano, programação de cordas e percussão: Zé Américo Bastos

      Violão, guitarra portuguesa e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Ney Conceição

      Bateria: Camilo Mariano

    • Alegria (Maninho) Participação especial: Padre Fábio de Melo Letra


      Na procissão

      Todos marchavam em um passo qualquer

      E liam frases de um folheto e sequer

      Trocar olhares conseguiam, meu Deus

       

      Na procissão

      O vento frio que carregava os fiéis

      Assobiou uma canção que feriu

      Todos passaram a lamentar, ai meu Deus

       

      A ladainha então, por fim, repetiu

      A trajetória, sem querer, da Paixão

      E alguém gritou no meio da multidão

      Erguendo os braços parecia enfrentar

      Todo silêncio começou a cantar

      A melodia de amor, ai meu Deus

       

      Na multidão

      A melodia começou a viver

      E algumas bocas começaram a sorrir

      E o passo torto começou a acertar

      E o vento frio parou, desapareceu

      E as mãos podiam então, por fim, se tocar

      E a multidão passou então a rezar

       

      O anjo anunciou a Maria

      E ela concebeu do Espírito Santo

      Eis aqui a serva do Senhor

      Faça-se em mim segunda a Vossa palavra

      O verbo de Deus se fez carne

      E habitou entre nós

      Oh, Maria, concebida sem pecado

      Rogai por nós que recorremos a vós


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano, programação de cordas e percussão: Zé Américo Bastos
      Violão: Leo Amuedo
      Baixo: Ney Conceição
      Bateria: Camilo Mariano
      Coro: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinicius Rosa

    • Vou com Jesus (Cris Reis) Letra


      Leme do meu barco, desafiando o céu escuro

      Fonte no deserto, no seu colo o meu escudo

      Tudo que você me diz é lei

      Tudo que fizer por mim, eu sei

      É pra me ver cada vez mais feliz

       

      Só você consegue

      Num simples gesto de carinho

      Aplacar a dor do mais traiçoeiro espinho

      Na sua voz, minha canção

      São meus faróis seu olhar

       

      Não é difícil acreditar

      Quando amar nos faz saber

      Basta estender a mão

      Vou com Jesus

       

      Fechar os olhos, me entregar

      E me atirar sem temer

      Quando quiser voar

      Vou com Jesus


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano elétrico, synth e programação de percussão: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Paulo César Barros

      Bateria: Camilo Mariano

      Coro: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinicius Rosa

    • Paz pela paz (Nando Cordel) Letra


      A paz do mundo começa em mim

      Se tenho amor, com certeza sou feliz

      Se faço o bem a meu irmão

      Tenho a grandeza dentro do meu coração

       

      Chegou a hora da gente construir a paz

      Ninguém suporta mais o desamor

       

      Paz pela paz – pelas crianças

      Paz pela paz – pelas florestas

      Paz pela paz – pela coragem de mudar

       

      Paz pela paz – pela justiça

      Paz pela paz – a liberdade

      Paz pela paz – pela beleza de te amar

       

      Paz pela paz – um mundo novo

      Paz pela paz – a esperança

      Paz pela paz – pela coragem de mudar

       

      Paz pela paz – paz entre os homens

      Paz pela paz – entre as nações

      Paz pela paz – pela coragem de mudar


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano, programação de cordas e percussão: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Ney Conceição

      Bateria: Camilo Mariano

      Coro e palmas: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinicius Rosa

    • Eu sou o caminho (Gilson) Letra


      Eu sou o caminho, a verdade e a vida

      A água que vai saciar tua sede

      Aquele que vai te guiar no deserto

      Que pode te livrar de todo o mal

       

      Eu sou o teu pai, teu irmão, teu amigo

      E sempre estou pronto pra te ajudar

      E quando no vale da sombra da morte tiveres que passar

      Contigo vou estar

       

      Eu te conheço melhor do que ninguém

      Dos teus problemas eu cuido também

      Conheço tuas dores, teus pecados, teus temores

      E tudo em tua vida posso transformar

       

      Dei minha vida para te salvar

      Paguei o preço pra te libertar

      Tu és meu filho, meu herdeiro

      Podes me chamar Pai, meu Pai


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano e programação de cordas: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Ney Conceição

      Bateria: Camilo Mariano

    • O terço (Gilson) Letra


      Eu sou o caminho, a verdade e a vida

      A água que vai saciar tua sede

      Aquele que vai te guiar no deserto

      Que pode te livrar de todo o mal

       

      Eu sou o teu pai, teu irmão, teu amigo

      E sempre estou pronto pra te ajudar

      E quando no vale da sombra da morte tiveres que passar

      Contigo vou estar

       

      Eu te conheço melhor do que ninguém

      Dos teus problemas eu cuido também

      Conheço tuas dores, teus pecados, teus temores

      E tudo em tua vida posso transformar

       

      Dei minha vida para te salvar

      Paguei o preço pra te libertar

      Tu és meu filho, meu herdeiro

      Podes me chamar Pai, meu Pai


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, órgão e programação de cordas: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Paulo César Barros

      Bateria: Camilo Mariano

      Coro: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinicius Rosa

    • Deixe o amor fazer a lei (Zé Américo / Salgado Maranhão) Participação especial: Gilson Letra


      Deixem passar os meninos

      Com seus cardumes de luz e seu baticum

      A paz de todos

      A paz de todos é a paz de um

       

      Deixem voar os que sonham

      Todos têm direito a um lar

      Deixem crescer os meninos

      Feito frutos no pomar

       

      Ninguém é dono do mundo

      Todos são filhos do rei

      Deixe o amor fazer a lei

      Deixem o amor fazer a lei

       

      Já ferimos tanto esse chão

      Já bebemos muito essa dor

      Onde sangra a vida, sangra o sonhador

      Onde sangra a vida, morre o amor

       

      Deixem florir o desejo

      Onde ainda existe fé

      Lá onde morre o mar

      Morre também a maré


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, piano, órgão, programação de bateria e percussão: Zé Américo Bastos

      Guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Ney Conceição

      Violão Dobro Slide: Pedro Braga

      Coro: Gilson, Bettina Graziani e Elba

    • La canzone di Medjugorje (Vittorio Gabassi / versão: Elba Ramalho / Jorge Nova) Letra


      Um outro ar, um outro sol

      Sobre as colinas de Medjugorje

      São tantas luzes por sobre as casas

      É tanta paz dentro da igreja

      São mais de mil fontes ornadas

      São mais de mil velas acesas

       

      Um outro ar, um outro sol

      Olhares novos entre as pessoas

      Que te rodeiam, te dão a mão

      Nessa corrente de oração

      São mais de mil fontes ornadas

      São mais de mil velas acesas

       

      Guarda-me, conforta-me

      Oh, Virgem Maria

      Minha Mãe puríssima

      Confio só em ti

       

      Quanta doçura nas tuas palavras

      Olha-me nos olhos

      Nunca mais serei só

      Não mais

       

      Espírito Santo, acende o amor

      Sobre as ruínas dos corações

      Me acalente como a um menino

      Espírito Santo, poder divino

      São mil estrelas que se acendem

      Só pra você, Rainha da Paz

       

      Guardami, confortami

      O Vergine Maria

      Madre Mia Purissima

      Confido solo in Te

       

      Quanta dolcezza nelle tue parole

      Olha-me nos olhos

      Nunca mais serei só

      Não mais

       

      C’è un’altra aria

      C’è un altro sole

      Sulle colline di Medjugorje

      São mil estrelas que se acendem

      Solo per te, Regina della Pace


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, órgão, programação de cordas e oboé: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra portuguesa: Leo Amuedo

      Baixo: Ney Conceição

      Bateria: Camilo Mariano

      Acordeom: Mestrinho

    • Minha fé (Paulo César Barros / Pedrinho Piri) Letra


      Haja o que houver

      Pode vir o que vier

      Nada é grande como a minha fé

       

      Jamais me rendo

      Quando alguém me diz um não

      Sigo sempre a minha intuição

       

      Alguém um dia me disse

      Que é só prestar atenção

      Sinais em nossos caminhos

      Chegam dando o rumo certo

      É só você seguir

       

      Mais forte sou do que os ventos

      Mais forte sou do que as marés

      Mais forte até que as tempestades do mundo

      E essa força vem da minha fé


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, órgão, programação de bateria e percussão: Zé Américo Bastos

      Violão e guitarra: Leo Amuedo

      Baixo: Paulo César Barros

      Coro e palmas: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinicius Rosa

    • Ave Maria (Franz Peter Schubert) Letra


      Ave Maria

      Gratia plena

      Maria, gratia plena

      Maria, gratia plena

      Ave, ave dominus

      Dominus tecum

       

      Benedicta tu in mulieribus

      Et benedictus

      Et benedictus fructus ventris

      Ventris tuae, Jesus

      Ave Maria


      FICHA TÉCNICA:

      Arranjo, programação de cordas, horns e percussão: Zé Américo Bastos

      Violão: Leo Amuedo

      Baixo: Ney Conceição

      Bateria: Camilo Mariano

      Coro: Alessandro Rocha, Thamires Lima, Walace Araújo, Mariah, Lilian Santiago e Vinicius Rosa

sjc-fallback

Elba Ramalho

 

Eu tenho muita fé, muito amor e temor a Deus. Eu não saberia viver sem Deus. Eu não acredito que tudo isso aqui seja um simples acaso. Eu acho que Deus é o criador de todas as coisas, o Senhor absoluto na sua grandeza, onipotência, onisciência, onipresença. Minha alegria é saber que Deus existe e saber que existe uma eternidade. E que eu estou nessa eternidade, nesse projeto divino. Isso que me alimenta, me sustenta, me motiva, me impulsiona a ser um ser humano melhor.

A minha fé não é um exercício de vez por outra, fazendo isso ou aquilo. Ela é algo sólido, concreto, constante. Fé é uma palavra pequenininha, mas que tem uma profundidade, uma dimensão imensa dentro de nossa alma, dentro de nosso espírito. É você dormir acreditando que mesmo que você não acorde pra ver a luz do sol desse mundo, você verá a luz em outra dimensão. Então isso é fé. A fé te traz serenidade, te traz paciência, te traz bondade. Eu acho que ela fundamenta tantas coisas maravilhosas...

Eu sei de onde eu vim e sei pra onde vou porque eu tenho fé. Então eu me reconheço nas minhas atitudes pela minha fé. Eu ajo e me relaciono com mundo e com as pessoas a partir da minha fé, a partir daquilo que eu tento seguir, que eu acredito, que é Jesus. Tudo que ele ensinou eu procuro olhar direitinho... eu acho que é tão perfeito, tão bonito... e trazer pra minha vida, pro meu dia a dia.

Esse é um disco de gratidão a Deus por tudo o que eu tenho, por tudo que eu sou e por tudo que eu faço. Há 16 anos produzi um álbum dedicado a Nossa Senhora, chamado Coração de Mãe. Naquele trabalho, pesquisei músicas de louvor e convidei artistas diversos para cantar. A devoção sempre existiu, a fé se solidifica. Deus é imprescindível.

Deixo que as músicas cumpram sua função. Que as mensagens de amor, esperança e paz possam iluminar as trevas e dissipar as quimeras que se enraízam nos corações. Vivemos tempos conturbados, que tendem a se agravar. Voltar-se para Deus é a melhor opção, ao menos no meu entender.

 

 

Zé Américo Bastos – produtor

 

Apesar de Elba ser uma pessoa extremamente católica, este é um trabalho que não tem maneira de igreja. É um disco que fala de amor, mas que tem uma pegada bem MPB, através de composições de artistas da música popular brasileira que falam sobre um amor maior. São canções muito bonitas que trazem mensagens que até caberiam em um repertório religioso, mas que não tem esse propósito. Como diz o Padre Fábio de Melo, nós conseguimos fazer uma linguagem popular para uma cantora que tem esta pegada da música popular.

Não passarás foi o primeiro single divulgado e ele exemplifica bem esse lado popular. É um xote, uma coisa bem a cara de Elba. A gente tem uma afinidade muito grande, construída ao longo de muitos anos trabalhando juntos. É maneira de pensar em parceria. Nos sentamos e escolhemos o repertório juntos. Elba queria trazer essas mensagens espirituais e eu propus trazer o popular. Tem várias músicas que falam do amor, sem necessariamente falar de Deus, mas que mantém uma relação muito próxima. A gente foi fazendo aos poucos, com tudo muito bem pensado.

@parent